segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

FUI SUPERIOR A TUDO...


Quando era puto (muito puto) eu era das poucas crianças da minha zona que não tinha "pedigree". Então, para ser aceite na "comunidade", tinha que aceitar algumas cedências. Por exemplo: Quando íamos às amoras silvestres, "eles" para que eu fosse aceite no dito grupo, ia apanhar as ditas para não se picarem, e assim, era só comer. Quando íamos ao banho aos tanques de rega, eu não podia tomar banho com eles porque tinha de ficar a guardar a roupa. Nos jogos de futebol, que fazíamos na estrada, eu tinha de ser sempre o guarda-redes porque eles é que queriam marcar golos. Muitas vezes era corrido à pedrada para não os acompanhar.
É triste, muito triste quando se nasce sem "pedigree", e durante a vida não conseguirmos atingir aquele "estatuto".

Leia algumas das fases deste "pé rapado",
nos posts: Tá a chover, avó?
==================
Criança sofreu...mas valeu a pena.
===================================

Um abraço sem "pedigree".

22 comentários:

Abóbora Amarelinha disse...

Olhe Xekim, vou contar-lhe uma pequena história: Quando eu fui para a primária,fique no grupo das meninas que a professora tratava por tu,e que ficavam nos lugares de trás, porque as outras ela tratava por voçê, que eram: filhos dos donos de qualquer coisa, só sei que essas crianças sem culpa nenhuma de as acharem superiores, nunca consegui olhar direito para elas, mesmo quando passamos para o ciclo. Eu sempre pertenci á ralé (sem pedigree) porque os meus pais trabalhavam numa fábrica.
Por isso meu amigo, acha que aquela mulher que estudou para ser professora, tinha pedigree? não tinha!
Pedigree temos nós, que sabemos amar,dar sem receber, respeitar, etc...
beijinhos

gabriela disse...

Meu querido amigo Xekim já me fez rir com aquela em que eles o corriam á pedrada para não os apanhar.
Pois olhe amigo com pedigree, sem pedigree é uma pessoa fantástica com um coração tamanho do mundo, sempre com uma palavra amiga gosto muito de si talvez por não ter o tal pedigree.
Eu felizmente também não tenho os meus pais não tinham dinheiro para dar tanto pedigree aos filhos.
Beijinhos amigo e uma boa noite agasalhe-se bem cuidado com as constipações.

Daniela disse...

olaaaaaaaaaa sr xekim...
infelizmente nos dias q correm ainda se passa isso.. há pessoas q se acham mais q outras e isso é mt mau...

tenha uma boa semana
não saia de casa porque está muito frio :)

um beijinho grande

Lina Querubim disse...

Olá Xekim, eu também não nasci com ele e passei por momentos complicados em criança. Mas como era da cidade não senti nada disso, a única coisa que nos diferênciava era a forma de vestir porque tinham melhores roupas e calçado.
Eu tb gostava de ter mas...ficava pelo querias...beijinhos

cilinha disse...

olá amigo Xekim!!!!

ja me ri com o seu post ,mas esta muito bonito na foto ja velhinha ...
como diz a Gaby com ou sem Pedigree...voce é um boa pessoa um coração de ouro...por isso gostamos tanto de si...

beijinhos amigo e uma boa noite cuidado com o frio...pelo menos aqui esta muito frio e amanha ainda vai ser mais ...por isso agasalhe-se bem

bejinhoooooooo

maguie disse...

Boa noite amigo Xekim

com ou sem pedigree tem um enorme coração e isso é o mais importante, infelismente nos dias que correm ainda existe essa discriminação

beijinhos
..

AB disse...

POis eu posso queixar-me do mesmo, amigo Xekim.Na altura sentia-me muito infeliz por não ter o mesmo tratamento que as minhas amigas. Felizmente superei(ou talvez não).O que é certo é que hoje sou muito mais humana, tenho muito mais pedigree que essas amigas da altura.
Beijinho e boa semana amigo XEkim

angelina disse...

boa noite amigo Xekim
e um enorme abraço
somos irmãos
beijinhos

Teresa disse...

Olá, Xequim
Se a qualidade das pessoas se medisse em pedigrees, o seu seria certamente altíssimo.
Um beijinho,
TeresaP

Xekim disse...

ABOBORINHA
==========
GABRIELA
========
DANIELA
========
LINA
=====
CILINHA
=======
MAGUIE
=======
A B
====
ANGELINA
========
TERESA
=======

Amigas, a vida é feita de pequenas e GRANDES coisas, mas a minha é feita das pequenas, que me fizeram crescer rápido de mais que nem deu tempo para brincar em criança.

Beijinhos a todas e até amanhã.

Alda disse...

Xekim ainda bem que foi superior a tudo, isso tornou-o mais forte! O mundo infelizmente é assim!
Obrigada pelas visitas!
bjs

Xekim disse...

Olá ANGELINA.

BOM DIA.
BOA TERÇA

BEIJINHOS

Xekim disse...

olá MÁRCIA.

BOM DIA
FELIZ TERÇA-FEIRA

BEIJINHOS

angelina disse...

bom dia amigo Xekim
e uma feliz terça feira
com este frio è em casa que se està bem
beijinhos

Ália disse...

Fiquei triste ao ler o seu post...
Beijinho grande.
Ália

Susana Neves disse...

Bom dia. Descobri agora o seu blog e confesso que ainda só li este post, que não podia deixar de comentar.

Acho que uma das coisas boas da fase adulta (consciente) é saber distinguir o trigo do joio e não ter vergonha das origens.

As atitudes ficam com quem as pratica.

O pedigree está no carácter e não no berço.

Cumprimentos de uma rafeira.

Cindy disse...

Eu também nasci sem pedrigee e tive a sorte de sempre me dar com toda a gente, sem medo de preconceitos. É bom quando conseguimos que não nos ponham à parte, independentemente da nossa classe social...
Lembro-me que quando fui para o ciclo "caí" numa turma de betinhos, meninos bem da cidade e quando tinhamos aulas de ginastica, eles usavam sabrinas e eu meias, mas no entanto, sabia ler e escrever melhor que eles!!
Beijocas no coração!!

Natália disse...

Olá Xekim.
Eu também faço parte desse grupo,mas com muito orgulho,por isso hoje uma coisa que eu não admito é que alguem se julgue mais importante que eu,por ter estudos,dinheiro ou um bom emprego.
Quando noto isso desligo logo dessa pessoa,e apesar de ainda haver muita gentinha dessa que pensa que tem o rei na barriga,falta-lhe o principal...Amor...Amizade...solidariedade.
Para mim só tem uma coisa...Egoismo.

Beijinhos da amiga sem pedigree,mas com muita amizade e carinho.

Geninha disse...

Com pedrigree ou sem pedrigree o que interessa é que tem um coração enorme, cheio de bondade, de solidariedade, de amizade.
Um Beijinho

EMPRESÁRIA DE SUCESSO disse...

Olá, passei para conhecer o seu blog do pouco que ainda li, gostei.
As pessoas não se medem pelos estatutos, com ou sem pedigree o que nos faz ser grandes seres Humanos são as nossa atitudes, nascer nas dificuldades e saber superar sem ferir o nosso orgulho ou dos nossos semelhante é uma grande dádiva, ser humilde é muito importante.
Cumprimentos e muita saúde

Anónimo disse...

Querido amigo
Não nasci em berço de ouro mas nunca me faltou nada do que era essencial. Com 17 anos tornei-me adulta, fiquei a estudar em Lisboa (os meus pais vieram para o algarve) e arranjei emprego. Com o pouco que ganhava, paguei o meu curso, tirado à noite, com muito sacrifício mas que me dá um enorme orgulho.É assim, não tinha pedigree mas acho que o fui arranjando, não porque tenha subido de "estatuto social" mas porque sei que tenho bons princípios, sólidos sentimentos e uma grande preocupação pelo "sentir" dos outros. O que tenho igualmente encontrado no Xequim. Por isso, tem pedigree meu amigo e do melhor que há!!!
Beijinho grande
TeresaM

Graça disse...

Xequim
Pedigree?? esqueça lá isso!!
Somos o que somos, e temos que ter muito orgulho nisso,
temos sentimentos, sabemos ajudar os outros, conseguimos com o nosso "pulso" ultrapassar os nossos próprios limites, somos seres Humanos com valor, não nos podemos sentir inferiores a ninguém.
Na infância é diferente, quando os outros sentiam as nossa fraquesas era uma desgraça, mas isso também nos ajudou a crescer.
beijinhos
uma noite muito quentinha